segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

A profecia não cumprida do segundo advento

Na Bíblia existem muitas profecias, mas sem dúvida a mais conhecida e celebrada é a que fala do Juízo Final e da Segunda Vinda de Jesus Cristo para recolher todos aqueles que creram nele como o filho de Deus e dar-lhes o "reino dos céus" e a "vida eterna" como recompensa.

Aqui cabe uma pergunta constrangedora: SEGUNDO A BÍBLIA, ISSO JÁ NÃO ERA PARA TER ACONTECIDO?

Como vai ser demonstrado, segundo a Bíblia, Jesus realmente quis dar a entender que O SEU RETORNO ERA IMINENTE E ACONTECERIA AINDA NO TEMPO DE VIDA DE ALGUNS DOS SEUS DISCÍPULOS.

1. Jesus estabelece o prazo para sua volta:


Nos evangelhos sinóticos (Mateus 24, Marcos 13 e Lucas 21), Jesus faz uma extensiva e detalhada descrição sobre o fim do mundo e sobre a sua segunda vinda. E conclui dizendo:

Mateus 24:34"Em verdade vos digo que NÃO PASSARÁ ESTA GERAÇÃO sem que TODAS essas coisas se cumpram". (Também em Marcos 13:30 e Lucas 21:32)

Jesus teria dito isto por volta do ano 33 E.C., no século I. Conseqüentemente, A PROFECIA DEVERIA TER-SE CUMPRIDO ATÉ MEADOS DO SÉCULO II E.C., quando morreu a última pessoa de sua geração.

Algumas pessoas tentam defender essa constrangedora profecia não cumprida dizendo que ela apenas se refere à destruição de Jerusalém ocorrida no ano 70 E.C. Porém, a palavra "todas" torna esse argumento pouco convincente: O segundo advento, mencionado como seqüência — e CLÍMAX das tribulações — TAMBÉM deve fazer parte do cumprimento da profecia.

Outra tentativa de defesa é dar à palavra "geração" uma interpretação atemporal, fazendo-a referir-se ao POVO JUDEU ou à CRISTANDADE, por exemplo. Porém, vejamos o que diz a NOVA TRADUÇÃO NA LINGUAGEM DE HOJE, publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil no ano 2000. A NTLH busca difundir o conhecimento do texto bíblico facilitando a legibilidade ao evitar o uso de "palavras difíceis". Neste versículo em particular, ela evita o uso da palavra "geração", exprimindo seu significado no contexto original por outras palavras:

Mateus 24:34"Eu afirmo a vocês que isto é verdade: essas coisas vão acontecer ANTES DE MORREREM TODOS OS QUE AGORA ESTÃO VIVOS."

Isto mostra que a palavra "geração" na passagem tem seu sentido usual, que naturalmente ocorre ao leitor em uma primeira leitura do texto: o conjunto das pessoas cujos tempos de vida de sobrepõem em uma determinada época, confirmando o prazo de meados do século II para a volta de Jesus.

Alguns julgam enxergar uma escapatória deste prazo na continuação do capítulo:
Mateus 24:36"Mas DAQUELE DIA E HORA NINGUÉM SABE, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai." (Também Marcos 13:32)
Mateus 24:42"Vigiai, pois, porque NÃO SABEIS A QUE HORA há de vir o vosso Senhor." (Também em Marcos 13:33)

Só que isto NÃO NEGA O PRAZO estipulado acima. Apenas ACRESCENTA que — DENTRO DESSE PRAZO — o MOMENTO EXATO da vinda permaneceria um mistério. Jesus poderia voltar A QUALQUER INSTANTE e portanto os seguidores de Jesus deveriam permanecer vigilantes, e não deixar para se prepararem só perto do fim do prazo, quando estivessem velhinhos.

E ainda que alguma dessas manobras chegasse perto de convencer, O PRAZO É CONFIRMADO por outras palavras atribuídas a Jesus em outra passagem replicada nos três evangelhos sinóticos:

Mateus 16:27–28"Porque o Filho do homem há de VIR NA GLÓRIA de seu Pai, com os seus anjos; E ENTÃO RETRIBUIRÁ a cada um segundo as suas obras. Em verdade vos digo, alguns DOS QUE AQUI ESTÃO NÃO PROVARÃO A MORTE ATÉ QUE VEJAM VIR O FILHO DO HOMEM no seu REINO." (Também em Marcos 8:38–9:1 e Lucas 9:26–27)

Outra passagem atribuída a Jesus se refere ao prazo para seu segundo advento:

Mateus 10:23"Quando pois vos perseguirem nesta cidade, fugi para outra; porque em verdade vos digo que NÃO ACABAREIS DE PERCORRER AS CIDADES DE ISRAEL SEM QUE VENHA O FILHO DO HOMEM."

Embora esta passagem não cite o prazo de uma geração, é perfeitamente condizente com ela. UMA GERAÇÃO seria tempo suficiente para que a "boa nova" de Jesus fosse anunciada em MENOS DA TOTALIDADE das cidades de Israel. É até inconcebível que TODAS as cidades de Israel já não tenham ATÉ HOJE sido visitadas por cristãos pregando o evangelho!

Também CAIFÁS deveria presenciar a vinda de Jesus do céu:

Mateus 26:64Repondeu-lhe Jesus: "É como disseste; contudo vos digo que VEREIS EM BREVE o Filho do homem assentado à direita do Poder, e VINDO SOBRE AS NUVENS do céu." (Também em Marcos 14:62)

Nada disso aconteceu.

2. Primeiros cristãos acreditavam que presenciariam o segundo advento:


João 21:22–23"Se eu quiser QUE ELE FIQUE ATÉ QUE EU VENHA, que tens tu com isso? Segue-me tu." Divulgou-se, pois, entre os irmãos este dito, que aquele discípulo não havia de morrer. Jesus, porém, não disse que não morreria, mas: "SE EU QUISER que ele fique até que eu venha, que tens tu com isso?"

Note que o evangelho de João foi escrito tardiamente (entre os anos 90 e 120 E.C.), depois que o tal discípulo acabou — como era de se esperar — morrendo sem que Jesus voltasse. Por isso houve tempo para acrescentar a ressalva do "se eu quiser". Mas a passagem é reveladora ao mostrar que, entre os primeiros cristãos, EXISTIA a idéia de que Jesus viria durante o tempo de vida de pelo menos um de seus discípulos diretos, ou não criariam tal expectativa.

Paulo se inclui entre os que irão testemunhar a vinda de Jesus. Note o seu uso do pronome "nós":

1 Tessalonicenses 4:14–15"Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que NÓS, OS QUE FICARMOS VIVOS para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. [...]"

3. Primeiros cristãos acreditavam já viver os últimos tempos:


João 5:25"Vem a hora, E AGORA É, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus."

Paulo de novo usa o pronome "nós":

1 Coríntios 10:11Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso NOSSO, PARA QUEM JÁ SÃO CHEGADOS OS FINS DOS SÉCULOS.

Hebreus 9:26De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. MAS AGORA NA CONSUMAÇÃO DOS SÉCULOS uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo.

Bem, eles "viam" os "sinais" dos últimos tempos acontecendo à sua volta, JÁ EM SUA ÉPOCA: Profecias, visões e sonhos inspirados pelo Espírito Santo...

Atos 02:15–17Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo a terceira hora do dia. Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: E NOS ÚLTIMOS DIAS acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos.

...e gente zombando dos cristãos pela demora em Jesus voltar...

2 Pedro 3:3–4[...] NOS ÚLTIMOS DIAS virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: "Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação."

É engraçado notar que 2 Pedro 3 é um texto tardio (entre 100 e 160 E.C.) escrito justamente para acalmar os cristãos diante do constrangimento da demora e do escárnio, dizendo que a demora é devida à bondade de Deus, para que mais gente possa salvar-se, só que ele NÃO RESOLVE o problema do prazo:

2 Pedro 3:8Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que UM DIA para o Senhor É COMO MIL ANOS, E MIL ANOS COMO UM DIA.

Jesus não estabeleceu o prazo para sua volta em termos de "dias" ou "anos". O prazo é o TEMPO DE VIDA de sua geração ou, mais precisamente, de seus seguidores. Provavelmente alguns cristãos acabaram expressando esse prazo em termos de anos, e o texto tratou de desabonar essas especulações. Mas o prazo realmente dado por Jesus não foi solucionado aqui.

Também a presença de "muitos anticristos" lhes convencia de estarem nos últimos tempos — ou melhor, na ÚLTIMA HORA!

1 João 2:18Filhinhos, É A ÚLTIMA HORA. Como ouviste dizer, o Anticristo está para chegar, mas JÁ AGORA há muitos Anticristos, donde SABEMOS que É A ÚLTIMA HORA.

(Se um dia para o Senhor é como mil anos, uma hora seria o quê, 1000 ÷ 24 = aproximadamente 42 anos?) ;-)

4. Declarações genéricas sobre a iminência do segundo advento:


Romanos 16:20"E o Deus de paz esmagará EM BREVE Satanás debaixo dos vossos pés."

Paulo até mesmo sugeriu que não se fizessem planos para o futuro:

1 Coríntios 7:29–31"Isto, porém, vos digo, irmãos, que O TEMPO SE ABREVIA; pelo que, doravante, os que têm mulher sejam como se não a tivessem; os que choram, como se não chorassem; os que folgam, como se não folgassem; os que compram, como se não possuíssem; e os que usam deste mundo, como se dele não usassem em absoluto, porque a aparência deste mundo passa."

Hebreus 10:37"Pois ainda em BEM POUCO TEMPO, aquele que há de vir, virá, e NÃO TARDARÁ".

Tiago 5:7–8"Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes; fortalecei os vossos corações, porque A VINDA DO SENHOR ESTÁ PRÓXIMA."

1 Pedro 4:7"Mas já ESTÁ PRÓXIMO O FIM DE TODAS AS COISAS, por tanto sede sóbrios e vigiai em oração"

O Apocalipse, por ser justamente uma profecia simbólica da volta triunfante de Jesus, abunda em avisos sobre sua iminência.

Apocalipse 1:1Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que BREVEMENTE devem acontecer;
Apocalipse 1:3Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque O TEMPO ESTÁ PRÓXIMO.
Apocalipse 3:11"Venho SEM DEMORA".
Apocalipse 22:12"Eis que CEDO venho".
Apocalipse 22:20Aquele que testifica essas coisas diz: "Certamente CEDO venho."
Apocalipse 27:7"Eis que CEDO venho".

Conclusão:


Embora os evangélicos tentem passar a imagem que a segunda vinda de Jesus é um evento ainda válido para a nossa geração e de data praticamente indeterminada, todas essas passagens implicam que a segunda vinda de Jesus era considerada como um evento muito próximo, não em um sentido divino, mas em termos humanos. É também curioso observar que a descrição que Jesus deu sobre os falsos profetas bate com ele mesmo. Diante do exposto, nada mais nos resta do que aplicar também a Jesus uma passagem na própria Bíblia que diz:

Deuteronômio 18:21–22"E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou? Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele".

Teria Jesus mentido? Ou na verdade ele era apenas um homem com "boas" intenções?

2 comentários:

jessica disse...

DEUS sabe de todas as coisas quem impedirar de DEUS trabalhar. JESUS não mentiu quando disse será que quando eu voutar encontrarei fé na terra vemos a cumprição desta profecia nos próprios ateus.
que DEUS vos abençoi.

jessica disse...

Um jovem de apenas 15 anos estava no ônibus quando Deus tocou o seu coração, ele pediu que levante do banco e falasse aos passageiros sobre volta de Cristo, quando um homem sentado la atrás gritou ao garoto, cale a boca e senta, o garoto envergonhado sentou-se mas novamente foi tocado e levantou dizendo as mesmas palavras,o homem o ameaçou em dar alguns tapas,e o menino se calou, mas Deus continuava tocando seu coração ele se levantou e gritou que Jesus estava voltando, o homem com seu [red]filho no colo foi em direção ao garoto para agredir, foi quando a criança disse papai não bate nele não ele é enviado de Deus, este homem se colocou em lagrimas e o jovem perguntou e agora PRQ esta chorando? ele respondeu foi um milagre meu filho era mudo e agora esta falando!!!!!!!!

Passe essa mensagem para as pessoas se vc puder; vc estará contribuindo com o anuncio da volta de Jesus Cristo ....♥...♥...
O nosso Deus ,é um Deus das causas impossiveis